CANNES SOCIAL CLUBE: O HEALTH LIONS E O NUTELLA LIONS

HEALTH DISTRIBUI SEUS LIONS

 

Com o Palais ainda meia bomba, Cannes distribuiu ontem os primeiros leões do ano.
Os Health Lions, divididos entre Pharma e Health & Wellness continuam mantendo a premiação no palco para prata e ouro, diferente dos demais leões onde só recebe quem ganha o douradinho.

O festival se transformou em outra liga. Aquele truque do “tenho um cliente de comprimido aqui, manda um poster e vai que cola” já acabou faz tempo. As peças premiadas são extremamente específicas e táticas ou no mínimo, tem um insight de tecnologia e um craft apuradíssimo. Mas poucas peças realmente me empolgaram.

 

 

Eu gosto bastante da Vacina VR da Ogilvy para o Laborátorio Hermes Pardini (produção da Vetor Zero e áudio da Sonido), foi o único ouro brasileiro e acho que vai pegar mais leões ao longo do festival.

 

O CCO da Ogilvy Claudio Lima e o head de produção Rafael Rosi

O CCO da Ogilvy Claudio Lima e o head de produção Rafael Rosi

 

Mas uma coisa me chamou a atenção.
A Vacina o único projeto brasileiro a subir no palco, mas não a única de brasileiros.
Contei uns seis ou sete conterrâneos nossos ganhando por agências de Singapura, Londres, Nova Iorque, Chicago, Marte, Caverna do Dragão, Dudinka e mais 24 territórios à sua escolha. Tomamos a boca.

 

O brasileiro Jaime Mandelbaum, CCO Y&R Europa

O brasileiro Jaime Mandelbaum, CCO Y&R Europa

 

Teve Brasilidade até na agência do ano em Health. Bernardo Romero, VP/DC da da Area 23 NY além de ganhar seus prêmios ainda desceu o tapete vermelho dançando.

 

Bernardo Romero, no passinho de Cannes

Bernardo Romero, no passinho de Cannes

 

Entre os altos e baixos da premiação, duas peças que gostei bastante foram:

 

Milk Slams, da Colenso BBDO Nova Zelândia para Anchor Milk

 

 

E Handle With Care, da Grey NY para Gillette

 

 

O NUTELLA LIONS

Cannes já foi mais raiz. Cheguei ontem no Palais e já do lado de fora, uma campanha de cerveja…sem álcool!

 

CervejaSemAlcool

 

Para pegar a credencial, parecia que estava entrando na Casa Branca. Agora tem que esvaziar os bolsos, tem detector de metais gigante, cão farejador, um cercadinho pra entrar na premiação dá uma volta ao mundo. Parece que tem 30 vezes mais preocupação com a nossa segurança.

 

O exercito está nas ruas de Cannes.

O exercito está nas ruas de Cannes.

 

Mas tem roda gigante. Bem legal e já fui duas vezes. Fala mal não.

 

RodaGigante

 

Mas a parte Nutella mesmo ficou com os hotéis e algumas festas.

Agora, se você não tem uma credencial de delegado, você não pode ficar nos bares dos hotéis. A não ser que você preenchar um formulário em três vias, mande por pombo correio, pule numa perna só assoviando a Marselhesa. Isso pra evitar que role, adivinha, a tão famosa social das produtoras, headhunters e a turma da pipoca do carnaval.

 

cannesNutella

 

Tem mais. Agora, os delegados precisam assinar um código de conduta antes de pegar suas credenciais. E assinar um termo de responsabilidade antes de entrar em festas promovidas nos iates. Isso porque ano passado o pessoal encharcou demais a caveira, queimou a largada, mirimzou, perdeu a linha.

Voltamos a qualquer momento com mais superficialidade e informações fúteis para fazer a alegria da sua procrastinação.

Continue seguindo a gente no Face e no insta @programareclame. Se o Accioly resolver aparecer no festival, ele vai postar umas fotos bacanas da galera. E a gente tem feito uns lives também. Divirta-se

 

 

FABIO SEIDL
Repórter e docinho de avelã.

CANNES SOCIAL CLUBE: O HEALTH LIONS E O NUTELLA LIONS

Sobre o autor
- Os principais achados da redação do Inspirad para inspirar você.