FRIENDS VAI SAIR DA NETFLIX… AHN? por Camila Jin Ahn

1ª Guerra Mundial das plataformas de streaming está chegando \O/

Antes de você ter um AVC (como eu quase tive), é só nos Estados Unidos. Por enquanto.

Quem é fã das comédias americanas já viu a notícia sobre Friends, The Office e lembra de How I Met Your Mother saindo da disruptiva Netflix um tempo atrás também. Basicamente, a empresa provou para os canais de TV que o comportamento de suas audiências mudaram, mas que o conteúdo produzido pelas mesmas ainda é muito valioso. Desta forma, cada grande produtora decidiu criar sua própria plataforma de streaming.

Resumo do Google sobre streaming: transmissão contínua de informações multimídia via transferência de dados digital, especialmente através da internet.
Tradução: em vez do sinal da TV e do rádio, aqui é pela internet que você assiste/escuta as coisas.

Quantos aqui assinaram HBO Go só para assistir em primeira mão a última temporada de Game of Thrones? Esta é a ansiedade que os canais e produtoras de TV querem que você sinta, e não me leve a mal, o conteúdo é mais do que deles, mas vou sentir saudade de pagar somente R$ 21,90 mensais para a Netflix que possui uma gama super variada de filmes e séries. Fomos mimados, né?

Friends é propriedade de sua produtora Warner Bros, do grupo WarnerMedia, que é dona também da HBO. Além do HBO Go, eles lançarão o HBO Max, onde será a nova casa de streaming de Friends. A diferença é que o HBO Go não terá os conteúdos da Warner como Friends, ou seja, somente conteúdos originais da HBO como Sex and the City, Big Little Lies e, claro, o Game of Thrones.

Além dessa notícia recente da “Guerra Mundial do Streaming”, perto do lançamento do último filme dos Vingadores a Disney anunciou que também lançará a sua própria plataforma chamada: Disney Plus.

Não podemos esquecer que a Disney é detentora de todos os filmes clássicos que você já conhece (Rei Leão está de volta <3), da Marvel, do Star Wars, da National Geographic e este ano eles compraram a Fox também. Ou seja, os Simpsons também são da Disney agora. Eles já possuem vários planos de séries novas com personagens dos Vingadores, por exemplo, e já comunicaram que seu catálogo de filmes e séries sairão da Netflix quando o contrato entre as duas empresas acabarem. Como se não bastasse tudo isso, a Disney também já fechou contrato e controla a plataforma americana Hulu, produtora da série Handmaid’s Tale (O Conto da Aia). Entretanto, eles já disseram que no momento as plataformas continuarão distintas.

Eu nem mencionei a fundo o Prime Video da Amazon, o Youtube Premium, a Apple TV+ e a própria Globoplay da Rede Globo. A guerra é real e já está acontecendo. Apesar da Netflix aumentar rapidamente seu catálogo de séries e filmes, ainda não tem idade o suficiente para se comparar com a quantidade de conteúdos de uma Disney Plus.

Fonte: New York Magazine

A terceira temporada de Stranger Things da Netflix bateu recordes de visualizações da plataforma com 26,3 milhões de americanos acessando o programa em uma janela de 4 dias. O episódio final de Friends na TV aberta em 2004, teve 52,5 milhões de espectadores americanos. Concordo que não posso comparar as duas séries em muitos aspectos, mas mostra que a pioneira do streaming ainda precisa de um tempo para consolidar suas séries e filmes no mercado.

O que a Netflix provou com louvor para os peixes grandes do entretenimento foi que o método de assinatura funciona também para a TV. O espectador vai acessar seu conteúdo preferido de qualquer lugar, seja a sua TV, celular ou tablet e ele quer pagar um preço acessível por isso, sem comerciais publicitários, sem ficar refém das operadores de TV a cabo e sem pirataria.

De acordo com um relatório de 2018 da empresa Sandvine, a Netflix é responsável por 15% do tráfego da internet do mundo. D-O M-U-N-D-O. Com o 5G chegando e a acessibilidade da tecnologia aumentando cada vez mais, esta porcentagem com certeza aumentará e todos players do mercado vão querer uma fatia dessa audiência toda. Não acredito que a Netflix irá sumir, mas com certeza ela terá que apostar muito em seus conteúdos, parcerias com operadoras de telecomunicações e na lealdade de seus usuários para que eles não migrem para outras plataformas e cancelem suas assinaturas.

Fonte: glamour.com

Pessoalmente falando, depois de ter lido várias notícias de diversos pontos de vista diferentes, para mim quem sofre a maior ameaça é a TV tradicional aberta e a cabo. Todo o conteúdo estará disponível em alguma plataforma de streaming a qualquer momento por inúmeros benefícios de tempo e preço. Os próprios canais grandes de TV disponibilizam muito de seu conteúdo de forma gratuita no YouTube, onde conseguem capitalizar o mesmo em outra plataforma e para nós consumidores, se torna algo grátis que podemos assistir às 3 da manhã se quisermos. Outro exemplo, ao se tornar cliente Amazon Prime, você já também tem acesso ao Prime Video, sendo um combo 2-em-1.

Apesar da alta variedade de plataformas de streaming que teremos logo mais, o poder da escolha, benefícios e o preço mais acessível delas, as deixam muito mais vantajosas e baratas do que pagar um pacote de TV a cabo. Vamos fazer uma conta simples:

Netflix + HBO Go + Prime Video + Globoplay = R$ 91,60
Pacote Médio da NET em São Paulo = R$ 109,99

Ainda vale a pena apostar nas plataformas de streaming, poder cancelar o serviço a hora que quiser e não ter comerciais no meio do seu programa favorito. Depois desta matemática super complexa, meu coraçãozinho fica tranquilo sabendo que poderei assistir Friends para sempre, independente aonde a série esteja.

Para terminar, a playlist da vez é a trilha sonora anos 80 das 3 temporadas de “Stranger Things”:

 

Vale a pena conferir o relatório The Global Internet Phenomena Report da Sandvine: https://www.sandvine.com/hubfs/downloads/phenomena/2018-phenomena-report.pdf

FRIENDS VAI SAIR DA NETFLIX… AHN? por Camila Jin Ahn

Sobre o autor
-