PropagandoMúsica: Especial Cannes Lions 2012

Hoje o propagandomúsica respira a maresia da riviera francesa e traz uma dobradinha especial da música pop contemporânea, diretamente do Cannes Lions 2012: Damien Kulash (OK Go) e Debbie Harry (líder do Blondie, dispensando qualquer apresentação adicional).
Ambos trouxeram sua peculiar visão para o festival da criatividade. Damien foi convidado para o painel do YouTube e discorreu sobre a importância dos vídeos online para o Storytelling. Nada mais justo, já que sua banda é responsável por alguns dos maiores virais já publicados no site, alcançando a marca de milhões de views em poucos dias, entre eles um dos maiores símbolos do boom do youtube dentro da cultura pop: “Here We Go Again” e a inconfundível coreografia nas esteiras.
A banda nasceu em 1998 em Chicago e lançou quatro discos, sendo o último”Of The Blue Colour of the Sky” de 2010. Em todos os álbuns, há o powerpop direto, fruto de bandas como Pixies e The Cars, que caracterizou a sonoridade do OK GO. E foi já no segundo disco que nasceu o primeiro viral da banda: A Million Ways, primeiro single de “Oh No” (2005), despontou por sua gravação literalmente caseira, feito apenas com uma handcam e uma coreografia (criada pela irmã de Damien) executada em plano sequência no quintal do vocalista. Em 2006, já era o videoclipe mais baixado de todos os tempos, com 9 milhões de downloads até então. Mais alguns clipes e milhões de views depois, a banda lançou recentemente Needing/Getting, promovendo o Chevy Sonic no superbowl e “All is Not Lost”, colaboração com o Google Chrome e o Pilobolus que rendeu 5 leões, incluindo ouro em Film.
Em breve você confere uma entrevista exclusiva com Damien no Reclame, em um papo que vai desde advertising até detalhes sobre a gravação do próximo disco do OK Go, com lançamento programado para 2013. Enquanto isso, fique com “A Million Ways” e veja como nasceu o legado de alguns dos mais característicos fenômenos da internet:

Quem passou também pelo festival foi ninguém menos que Debbie Harry, líder do lendário Blondie, à convite do Grey Group para o seminário anual “Legends of Music”, que já trouxe em suas edições anteriores artistas como Patti Smith, Roger Daltrey e Yoko Ono. Um convite apropriado, já que Debbie e sua banda são os representantes de maior sucesso da geração Punk / New wave do fim da década de 70.
Novaiorquinos até a alma, o Blondie formou-se em 1974 e fez história durante uma das mais prolíficas cenas musicais que o mundo já testemunhou. Foi no icônico CBGB’s, bar e casa de shows no Bowery, em Manhattan, que a banda batia cartão juntamente com artistas como Television, Ramones, Iggy Pop, Lou Reed, Joan Jett e Talking Heads. Foi em 1978, com o lançamento do seu terceiro disco, “Parallel Lines”, que o Blondie alcançou fama internacional: “Heart of Glass”, seu principal single, pegou carona na emergente disco music e levou a banda para o topo das paradas, onde ficou até a dissolução do grupo em 1982. Em 1998, a banda voltou com turnê mundial e novo disco, “No Exit” (1999), que incluia o hit “Maria”, persistente até hoje nas FM’s de todo o mundo. Desde então a banda continua na ativa, e em 2011 lançou “Panic of Girls”, seu mais recente registro de estúdio.
Mas a versatilidade de Debbie não se limitou apenas à música. Seu talento já foi aplicado como garçonete (período em que conheceu Janis Joplin, de quem ganhou uma gorjeta de U$5), coelhinha da playboy, dubladora e atriz, co-protagonizando com James Woods o clássico cult “Videodrome”, de David Cronenberg. Isso sem contar sua influência em moda e comportamento.
E é com esse monolito vivo da cultura moderna que ficamos agora. Confira abaixo o clipe de “Hanging on The Telephone”, faixa de abertura do clássico “Parallel Lines”:

Fique ligado no Reclame e veja em breve as entrevistas completas com Damien Kulash e Debbie Harry!

Sobre o autor
- Os programas, matérias, colunas e quadros produzidos para os programas "Reclame", do Multishow; e "Rock Reclame" na Kiss FM 102.